03 novembro 2008

Da espera

se era eu o fantasma e agora corro materializado em ti
e
os meses que se passaram
eu esperei

feito quem anda reto

e criei uma vila de tãos bons segredos
que só abrirei a ti

quando do nosso encontro inteiro:e o meu carinho feito de certezas
Postar um comentário