01 novembro 2011

Carta não entregue ¬ 013


Penso em você
não porque fora o último nem por despedida. Você está em mim. Sem muito prazer, você em mim. Eu não sei em você.
Espero dormir sem demora. Hoje espero que você seja feliz.
Hoje, espero que nunca se arrependa de não ter dito uma palavra. de não ter sido sincero.  no seu silêncio.

Por omitir o nós para não comprometer o eu: durma sem demora também.

Outono, 2006

Postar um comentário