30 janeiro 2009

Dos pêlos e os cílios

Em alguns momentos
sinto o desmaio dos pêlos que são já tão curtos
e sinto que nesse enredo rápido eles me dizem apenas uma coisa antes da queda: que o resto dos pêlos durmam em paz
que durante o resto que lhes tenham
os pêlos
meus pêlos
queridos, que durmam em paz.

têm sorte os pêlos que se arrepiam
e ainda riem-se de mim:
nascemos num corpo sensível
que mais chora através de nós
que dos cílios: estes infelizes.
Postar um comentário