19 dezembro 2007

Conexão Mahattan



É de manhã em Imbituba - litoral catarinense em que tenho o fresco de um céu azulado (até cinza aqui é azul se o tempo fecha).

Ouço o barulho do mar e alguma música pop...

De fato, tenho uma sensação mais noturna que diurna.

Isso me vem vez ou outra, talvez por ter passado muitos anos escrevendo sob a lua.

E daí, colho, como flor pedida, essa imagem, tão bela e iluminada, de uma noite que mais me pareceu fictícia, feito história em quadrinhos que entrei para deleite...

Já não posso dizer: não conheço Mahattan, aliás, posso dizer bem claro: conheci numa tarde bela em geografia longe (ou virtual mesmo) dois olhos de uma Mahattan anoitecida e um pedestal de direções.

A arte que me transportou até aí vem dos olhos de uma fadaMorgana : flagrou tamanha presença da poesia urbana ( há concretos que brilham, por que não?)

É de manhã e tenho saudades das histórias todas das viagens todas que ouvi...

Então lhes deixo o meu vislumbre para deleite - Por Joana Penna: Mahattan Conection
Postar um comentário